Escolha um Data Center que lhe dê segurança, não prejuízo

Estudo mostra impacto sobre os negócios

A queda de energia elétrica em Data Centers causa um prejuízo de até U$$ 8.851 as empresas. A partir de um estudo para avaliar as causas do downtime dos Dara centers, a Vertiv faz o alerta.

A interrupção de energia pode provocar danos irreparáveis a corporações que tem seus negócios 100% digitais, por exemplo. “Existe uma relação direta entre o funcionamento dos Data Centers e o rendimento financeiro de uma empresa”, afirma o relatório.

A crescente demanda por armazenamento e processamento de dados, a febre das redes sociais, do marketing digital do e-learning (cursos online), torna esse quadro ainda mais dramático.

Diante desse cenário, é primordial que empresas como Nubank, Uber ou até mesmo aplicativos como o Waze, estejam amparados por sistemas de no-break para se resguardar diante de algum imprevisto.

Pensando nisso, a Vertiv elaborou uma lista com as melhores práticas que um Data Center deve adotar em sua infraestrutura.

Manutenção preventiva

Os investimentos iniciais em equipamentos para infraestrutura de Data Centers devem ser acompanhados de serviços para igualar ou exceder a vida útil estimada deles. Para obter o funcionamento esperado, devem ser feitas revisões e manutenção preventiva, conforme recomendado pelos fabricantes, nos equipamentos que requerem substituição periódica de componentes. É importante realizar de forma preventiva, também, testes para detectar e evitar falhas.

Monitoramento das baterias dos no-breaks

Mesmo quando os equipamentos de no-break, baterias e painéis de distribuição oferecem alta confiabilidade, é necessário monitorar essa infraestrutura e as condições de funcionamento. No caso das baterias, por exemplo, recomenda-se monitorar cada célula para estimar a vida útil, o nível de carga e as conexões. Uma única bateria danificada dentro do equipamento aumenta o risco de queda das instalações.

Acesso e Monitoramento Remoto da Infraestrutura

Recomenda-se monitorar também o estado geral do Data Center: a conexão elétrica, os sistemas geradores de eletricidade e a qualidade da rede elétrica. É importante controlar, também, o estado do no-break, as baterias, os sensores de temperatura e a umidificação / desumidificação do entorno – isso inclui periféricos, servidores, comutadores KVM e redes.

Otimização do consumo energético

Além de monitorar o consumo energético de cada ativo da infraestrutura do Data Center, existem boas práticas para se otimizar o uso da energia dos no-breaks e dos sistemas de ar-condicionado de precisão. Essas práticas incluem equalizar o fluxo de ar e a capacidade de refrigeração de cada uma das unidades de ar-condicionado com as necessidades do entorno. Isso é conseguido com controles inteligentes que se comunicam com todas as unidades do sistema e as fazem operar em conjunto, ou “teamwork”. Vale a pena, também, estudar tecnologias de free-cooling, que aumentam a economia de energia ao aproveitar as temperaturas baixas do exterior para refrigerar o Data Center.

A Turbosite oferece um portfólio completo de soluções para seu negócio. Conheça nossa estrutura de Data Center e solicite um contato.


Deixe uma resposta

*